Timbre

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Universidade Federal do Ceara

REITORIA
CENTRO DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ESTRUTURAL E CONSTRUÇÃO CIVIL

 

OFÍCIO 15/2021/DECC/CT/REITORIA

Fortaleza, 17 de março de 2021.

Ao Sr. Augusto Cézar Moura de Macedo

Coordenadoria de Contratos e Convênios – CCONV

Pró-Reitoria de Planejamento e Administração – PROPLAD

Assunto: Encaminhamento de Aditivo a Projeto de Pesquisa

 

Senhor Coordenador,

  1. Encaminho aditivo ao Termo de Cooperação Nº 5900.0111258.19.9 firmado pela PETROBRAS e a UFC, com interveniência da Fundação ASTEF, em 04 de julho de 2019 para desenvolvimento do projeto de pesquisa “Metodologia para Análise de Queda de Risers” (Processo nº 23067.007968/2019-14). 
  2. O projeto de pesquisa “Metodologia para Análise de Queda de Risers” tem como objetivo principal propor uma metodologia para análise da queda de risers após a sua ruptura. A metodologia deverá ser capaz de representar o que ocorre após o rompimento do riser, incluindo a descrição da trajetória de queda e a sua configuração final no solo.

  3. O projeto proporcionou a melhoria da infraestrutura de pesquisa do Laboratório de Mecânica Computacional e Visualização (LMCV), incluindo a aquisição de 2 estações de trabalho (workstations) para processamento de alto desempenho (computação paralela), 2 nobreaks de alta capacidade e 4 computadores de mesa (desktops).  Propiciou ainda a aquisição de 2 licenças permanentes do software OrcaFlex, amplamente utilizado na análise de risers e estruturas offshore, que é uma das linhas de pesquisa do LMCV.

  4. O projeto tem propiciado bolsas para alunos de graduação e pós-graduação. É importante ressaltar a relevância deste aspecto, tendo em vista os cortes de bolsas realizados pelas agências de fomento nos últimos anos. Estes cortes levaram a uma redução significativa do número de bolsas disponíveis para alunos da UFC, impactando principalmente os mestrandos do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil: Estruturas e Construção Civil (PEC/UFC).
  5. A duração prevista do projeto era de 48 meses, com recursos de custeio, capital e bolsas, no valor total de R$ 1.702.358,49. Os recursos foram divididos em 4 parcelas a serem liberadas ao longo do desenvolvimento do projeto, tendo a primeira parcela do orçamento, no valor de R$ 577.715,43, sido liberada no início do projeto.

  6. Contudo, a partir de março/2019, a pandemia do COVID-19 acarretou uma redução significativa no consumo de petróleo e derivados, impactando de forma significativa a PETROBRAS. Isto levou a uma redução nos recursos disponíveis para pesquisa, inviabilizando a liberação dos recursos previstos para as parcelas restantes (2 a 4) do orçamento do projeto.

  7. A redução dos recursos disponíveis inviabilizou a continuidade do projeto na forma prevista no Termo de Cooperação vigente, levando à necessidade de adequação dos objetivos, etapas, atividades, metodologia, cronograma e orçamento do projeto aos recursos disponíveis.

  8. Após intensa discussão entre a equipe do projeto do LMCV/UFC e da CENPES/PDDP/TDUT, Gerência Técnica responsável pelo projeto na PETROBRAS, foi elaborada a solicitação de aditivo, que se encontra anexa no formato do SIGITEC (Sistema de Gestão de Investimentos em Tecnologia da PETROBRAS). O cronograma proposto no aditivo tem duração de 22 meses, com encerramento em abril/2021.

  9. Em termos científicos, o aditivo proposto permitirá a conclusão das etapas de revisão bibliográfica, modelagem de ensaio de ruptura, modelagem de queda de risers flexíveis em catenária livre e lazy-wave, estudo estatístico da queda de risers flexíveis em catenária livre e lazy-wave e redação do relatório final, produzindo importantes avanços no conhecimento e modelagem do fenômeno de queda de risers.

  10. É importante destacar que o projeto já gerou dois artigos completos apresentados no XLI Ibero-Latin-American Congress on Computational Methods in Engineering (CILAMCE 2020) e é tema de um Projeto de Graduação, na forma de monografia, a ser defendida ainda em março por uma bolsista do projeto. O aditivo proposto permitirá a conclusão de um artigo a ser submetido a um periódico científico internacional apresentando a metodologia desenvolvida e os resultados obtidos na modelagem da queda de risers.

  11. O aditivo proposto também permitirá a adequação do orçamento vigente às mudanças ocorridas durante o desenvolvimento do projeto. Estas mudanças incluem alterações na composição da equipe executora e o impedimento à realização de viagens devido à pandemia do COVID-19. Um aspecto importante é que o aditivo proposto permitirá o pagamento das bolsas dos alunos participantes do projeto até o seu encerramento.

  12. O aditivo permitirá ainda o uso dos recursos oriundos dos rendimentos financeiros em rubricas de interesse do projeto. Destaca-se neste aspecto recursos financeiros para aquisição do software DIANA, para análise não linear de estruturas pelo Método dos Elementos Finitos, que é também uma das linhas de pesquisa do LMCV e do PEC.

  13. Finalmente, o aditivo proposto adequará os interesses do LMCV/UFC e da CENPES/PDDP/TDUT à realidade imposta pela pandemia do COVID-19. É importante notar que a cooperação entre o LCMV e o Centro de Pesquisas (CENPES) da PETROBRAS é antiga, incluindo o desenvolvimento de vários projetos de pesquisa. Essa parceria foi fundamental para a implantação da infraestrutura física do laboratório, com destaque para o prédio do laboratório (Bloco 728) com 849,74 m2 de área, totalmente construído com recursos das redes temáticas da PETROBRAS. Desta forma, o aditivo proposto abre a perspectiva futura de retomada das pesquisas sobre queda de risers. 

Atenciosamente,

Prof. Evandro Parente Junior

Coordenador do Projeto


logotipo

Documento assinado eletronicamente por EVANDRO PARENTE JUNIOR, Professor do Magistério Superior, em 17/03/2021, às 14:43, conforme horário oficial de Brasília, com fundamento no art. 6º, § 1º, do Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015.


QRCode Assinatura

A autenticidade deste documento pode ser conferida no site https://sei.ufc.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0, informando o código verificador 1847180 e o código CRC 61008CC8.



Campus Universitário do Pici - (085) 3366-9607

CEP 60455-760 - Fortaleza/CE - http://ufc.br/


Referência: Processo nº 23067.011955/2021-56 SEI nº 1847180

Criado por evandroparente, versão 2 por evandroparente em 17/03/2021 14:43:41.